06/04/2016

A questão não é o objecto do amor, mas antes o amor em si.

Sem comentários:

Enviar um comentário