10/03/2016

Maré Sábia
Sobre as ondas do mar,
Encontrei finalmente,
A quietude que o chão,
Teima de forma inquietante,
Em levar-me sem compromisso.
Não quero ser submisso,
De uma história que se assume,
Sempre que olho com atenção.
Sobre o mar vejo,
O que nunca teria visto em terra,
Porque o mar me eleva o astral,
Até um ponto mais alto!
Fernando Alvarado
Março de 2016

1 comentário: