20/05/2014

Com as minha mãos de luz rasgo os pântanos mais densos.

Sem comentários:

Enviar um comentário