29/03/2013


A linha que separa a genialidade e a loucura é pouco clara, bem dúbia para o comum mortal. O gênio imortal já não a vê e muito menos a distingue. A obra aspirável é um eterno retorno, sem dúvida. Há gritos que ecoam sem fim, neste pequeno planeta.



Existir é por si só uma luta constante e progressiva.

Nada mais puramente belo que um olhar doce.
Chegar a Deus é uma experiência intuitiva.

27/03/2013


A dor é a esguia como uma velha raposa que nos aperfeiçoa. Todas as dores que tive tornaram-me mais profundo, humanista e superior. É como uma lima que refina as arestas de um diamante em bruto. E a apoteose de todo o poeta filósofo. Apesar da sua aparência, o sofrimento é sábio e algo que nos faz crescer em amplo sentidos. A vida não deve ser sofrimento, mas ele também não pode ser abolido – nem convém – de maneira alguma!






Em termos gerais, as verdades absolutas tendem a inexistir, as múltiplas interpretações tendem a multiplicar-se. O cosmos é um jorro de perspectivismo puro, que leva a pontos de vistas tão diversos, sem qualquer um deles se tornar inválido, em termos absolutistas.




A guerra é um dos eventos mais tristes que podem existir. É cruel, devastadora e destrutiva. Profundamente enganado está o pensador que pensa que há que afirmar que a competitividade é gerada apenas e só por uma disputa violenta e macabra. O Humanismo caiu em águas bem sujas. É um ato de coragem e inteligência evitar-lha, e mais do que isso, é uma decisão que impede o sofrimento de terríveis consequências. Afasta-se nefastamente do progresso humano, e pelo contrário, é opostamente uma completa negação da dignidade humana

As minhas visões não me enganam. Em tempos futuros altos voos me esperam...


Deus Cósmico

26/03/2013

Só quem nunca meditou para nunca ter acreditado na existência da energia vital, presente em qualquer lado e em qualquer canto do Universo.

25/03/2013

Conceito de Reencarnação


A reencarnação é um ciclo natural do universo. Todos os seres vivos nascem, crescem, morrem e renascem até estarem prontos a viver a eternidade. Naturalmente, como qualquer ciclo cósmico, segue a lógica da natureza, e nunca é suspenso ou é de alguma forma deturpado. É tão natural quanto os ciclos da água, da lua e dos astros. O ser humano é um Monopentalismo (uma coesão interligada por 4 “secções”): O corpo, a mente, o espírito e alma. O corpo e a mente pertencem á dimensão material, e são portanto mortais, já que são constituídos por células, tecidos, ossos, músculos… Já a alma e o espírito são de núcleo imaterial e pertencem á dimensão espiritual. São compostos por energia vital emanada pelo fluído cósmico. Os compostos materiais não resistem á reencarnação, enquanto que a alma e o espírito sim, e são estes que vão ter uma progressão evolutiva.




A reencarnação é um processo de aperfeiçoamento. A pessoa quebra este ciclo “infernal” e totalmente repetitivo quando se aproximar á perfeição, momento em que se funda na eternidade – e deixamos a dimensão material para sempre. Mantemos um aspecto estético similar, que é emanado pela nossa aura espiritual (e não pelo ADN).

Uma pessoa ao nascer em um novo corpo não é uma nova pessoa, porque a alma e o espírito são os mesmos. Vivemos portanto presos a um corpo, que não permite que a alma se liberte e viaje por este universo infinito... até que não evoluirmos a um determinado ponto de aperfeiçoamento!

22/03/2013


"O que é a minha vida? 

A superação constante, a self em ascensão

progressiva, o espírito que viaja por toda a 

universalidade, tanto no tempo como no espaço e que 
a existência espiritual assim me permite consoante a 
minha suprema vontade!

21/03/2013

20/03/2013

17/03/2013

Ás pessoas tristes e reprimidas incomoda-lhes a felicidade e a liberdade alheia, dos espíritos alegres e divagadores.
A maior parte das pessoas vivem uma vida inteira sem encontrarem a sua própria self.
Como podemos medir a grandeza de um homem? Medindo, cuidadosamente, toda a grandeza do seu pensamento.
A potência da mente é capaz de mover, ultrapassar ou eliminar grandes dificuldades.